Dermatologia Estética

Peeling

Peeling Químico – Esse tipo de peeling consiste na aplicação de um agente esfoliante de profundidade variável. Sua finalidade é rejuvenescer a pele, melhorar sua textura, cor e suavizar as rugas. Quanto maior a profundidade do peeling, maiores são os riscos de ocorrerem complicações. Deve ser realizado com acompanhamento médico.

Ácido Retinóico – Outra opção é o peeling de ácido retinóico, recomendado em quase todos os tipos de pele e que também produz ótimos resultados. O ideal são 10 sessões. O uso de ácidos deve ser indicado e supervisionado pelo médico.

Ácido Glicólico – O peeling de ácido glicólico geralmente é utilizado para tratamento da face, pescoço e mãos. Esse tipo de peeling é excelente para tratar as rugas precoces, manchas na pele e tratar a pele com acne e estrias.

Peeling de Cristal: O peeling de cristal, também conhecido como microdermoabrasão com cristais, é uma técnica de esfoliação não-cirúrgica, que consiste em jatos de microcristais de hidróxido de alumínio com uma ponteira específica. O procedimento não requer anestesia local ou sedação do paciente, por ser superficial e praticamente indolor. É ideal para peles fotoenvelhecidas, com cicatrizes superficiais pós-acne, melasmas, melanoses solares, rugas finas, estrias superficiais, entre outras indicações. O rosto ganha uma textura macia e delicada.